quinta-feira, 31 de maio de 2007

FORTALEZA das antigas: Centro próximo mercado 1961

Clique na imagem para ampliar

FUNDO DO BAÚ: Anúncio Ônibus Sertanejo GRASSI

Clque na imagem para ampliar

PARTO CUBANO



Microsoft apresenta PC com formato de mesa


A Microsoft apresentou nesta quarta-feira (30) um computador em formato de mesa, o que representa um grande passo em direção à visão do co-fundador Bill Gates sobre um futuro no qual o mouse e o teclado serão substituídos por meios mais naturais de interação, como a voz, uma caneta ou o tato.

O
Microsoft Surface, que oferece uma tela de 30 polegadas sob uma tampa de plástico resistente, permite que as pessoas toquem e movam objetos na tela para as mais diversas tarefas, de desenho digital a montar quebra-cabeças virtuais, passando por pedidos de comida no cardápio on-line de um restaurante.

O computador também reconhece e interage com outros aparelhos colocados sobre sua superfície, de modo que usuários de celulares poderão comprar ringtones facilmente ou alterar os planos de telefonia móvel colocando seus celulares sobre as telas de máquinas instaladas em lojas, ou um grupo de pessoas sentadas em torno de um Surface poderá olhar as fotos armazenadas em uma câmera digital colocada sobre a superfície.


A maior produtora de software do mundo anunciou que ela mesma fabricará o aparelho e que o venderá inicialmente a clientes empresariais. As primeiras unidades serão instaladas em novembro na rede de hotéis Sheraton, nos cassinos Harrah, nas lojas da operadora celular T-Mobile e em restaurantes.

O preço de venda do Surface ficará entre US$ 5 mil e US$ 10 mil, inicialmente, mas a Microsoft planeja reduzi-lo a um nível acessível aos consumidores individuais dentro de três a cinco anos e introduzir formas e modelos diversificados do produto. "Nós antecipamos que essa se torne uma categoria multibilionária e planejamos um futuro no qual as técnicas de computação de superfície serão onipresentes, em mesas, balcões e espelhos", afirmou o presidente-executivo da gigante do software, Steve Ballmer, em comunicado.

Os analistas afirmaram que as primeiras aplicações representam apenas um vislumbre do que é possível. "O potencial quanto a interfaces é imenso", disse Matt Rosoff, analista da Directions on Microsoft, uma empresa de pesquisa independente. "Quando o aparelho for aberto a novos aplicativos, não haverá limites para o que se poderá fazer."

A Microsoft surpreendeu suas parceiras tradicionais na fabricação de PCs e decidiu tomar controle da produção do "computador de superfície" por meio de um fabricante terceirizado não revelado. O equipamento vai funcionar acionado pelo Windows Vista, o novo sistema operacional da empresa.

globo

Ladrão engole jóia para fugir de flagrante em MG


Três adolescentes quebraram a vitrine de uma joalheria, roubaram um cordão de ouro e fugiram em seguida, em Governador Valadares (MG).

Após a denúncia do proprietário da loja, a Polícia Militar conseguiu prender dois menores, de 14 e 15 anos, e um rapaz de 18 anos em flagrante.

Segundo a polícia, um deles estava com o cordão de ouro na hora em que foi pego pela PM e engoliu a jóia. Ele foi levado ao Hospital Regional para fazer um raio-X, que comprovou que o objeto estava no estômago.

O rapaz preso vai ser indiciado por furto. Os dois menores serão encaminhados ao Juizado da Infância e da Juventude. O grupo usava gorros e uma arma calibre 38.

g1

Charge do dia


"Herói Japonês"

Um alemão, um italiano e um japonês foram capturados por índios antropófagos.

O cacique resolveu dar uma chance para eles escaparem:

- Tira pinto para fora. Se os três juntos medir trinta centímetros, cacique dá liberdade!

O alemão tirou o dele: doze centímetros.

O italiano: treze centímetros.

E o japonês: cinco centímetros.

Total: trinta centímetros certinhos.

Os três são soltos e o japonês se vangloria:

- Se zaponeis non tá com teson, morria tudo, né ???????????
.
Piada enviada p/ amigo Marco Araújo

Isso é BRASIL !!!


Foto enviada p/ amigo William Quirino Martins

Mundo das marcas: Fiat - Movidos Pela Paixão


A montadora italiana foi fundada por um grupo de empresários, entre eles Giovanni Agnelli, Lodovico Scarfiotti e o Conde Brecherasio di Cocherano, na cidade de Turim em 11 de julho de 1899 com o nome Fabbrica Italiana di Automobili-Torino.

O primeiro carro da montadora foi o modelo três 1/2hp de 679cc, que atingia 35km/h, tendo sido produzido 300 unidades desse modelo.

O modelo foi produzido na fábrica localizada em Corso Dante, onde 150 empregados trabalhavam.

Outros modelos vieram e em 1903 foi lançado o 12hp com 3768cc, que teve produção de 132 unidades, sendo exportado para Europa e Estados Unidos.

No ano seguinte o nome FIAT passa a representar não somente o produto, mas toda a empresa, sendo abandonado o nome social escrito por extenso.

Ainda nessa época, pela primeira vez, a partir do modelo 24-32hp, o símbolo é colocado por cima da grade do radiador. Durante os dez primeiros anos a FIAT esteve envolvida na produção de caminhões, ônibus, locomotivas, motores marinhos e aéreos, além da sua ligação com o automobilismo.

Em 1910 a empresa lançou 10 novos modelos.

O ZERO, primeiro carro produzido em massa pela montadora, foi introduzido no mercado em 1912.

Até 1915 cerca de 2.000 unidades desse modelo foram produzidas.

Em 1919 outros novos modelos foram introduzidos, como o 501 (45 mil unidades foram feitas até 1926), o 505 (modelo de maior tamanho que o 501) e o top de linha 515.

O V12 Superfiat foi lançado em 1921, possuindo 8605cc e 90hp.

Nesse modelo aparecia o novo logo da empresa, com inscrição vermelha sob fundo branco, em formato redondo.

Em 1923 a montadora se estabeleceu na Polônia, mesmo ano em que a fábrica de Lingotto foi inaugurada.

O modelo 509 foi lançado em 1925 e em 1928 venceu o Rali de Montcarlo.

O modelo 503, primeiro automóvel com carroceria mista (metal + madeira), foi lançado em 1926.

No salão do automóvel de Milão em 1932, a empresa apresentou o modelo 508 Balilla, também conhecido como “Tarifa Mínima” devido ao consumo reduzido de 8 litros em 100km.

A primeira série deste modelo vendeu 41.395 carros até 1934, quando a segunda série foi lançada.

Em 1935 foi apresentado o modelo 1500, primeiro carro desenvolvido aerodinamicamente pela empresa.

No ano seguinte a empresa lançou um dos maiores sucessos de sua história, o 500 Topolino (mickey Mouse em italiano), um automóvel pequeno e compacto de dois lugares, que vendeu 122.000 unidades até 1948, revolucionando os conceitos da época.

Em 1939 com o começo da guerra, as instalações da empresa foram requeridas pelo governo para fabricar armamento bélico.

Foi nessa época que a fábrica de Mirafiori foi aberta.

Depois do término da guerra em 1948, a FIAT retomou sua produção de automóveis com a produção dos modelos 1100B, 1500D e 500B.

O primeiro modelo lançado depois da guerra foi o 1400, visto pela primeira vez em 1950 no salão do automóvel de Genebra.

Em 1953 a empresa lançou seu primeiro veículo a diesel, o 1400 diesel. Em 1956 foi apresentado o Multipla, o Nuova 500 em 1957 e em 1960 o Giardinetta.

O FIAT 124 foi lançado em 1966 no salão do automóvel de Genebra, ganhando o título de carro do ano em 1967, revolucionando o conceito de espaço.

O modelo era produzido em três versões, a familiar, a Spider (com designer da Pininfarina) e o Coupe.

Em 1968 as exportações da montadora chegavam a 150 países e para unificar a imagem da empresa é lançado um novo logotipo, quatro losangos inclinados 18 graus com a sigla da montadora escrita em branco sobre fundo azul.

Em 1969 a empresa comprou a montadora LANCIA.

Em 1971 foi lançado o 127 e no ano seguinte o 132. Ainda em 1971, a montadora chega ao Brasil.

O RITMO foi introduzido no mercado em 1978 em duas versões, 3 e 5 portas.

A década de 80 começou com o lançamento do PANDA, primeiro carro da empresa desenhado pelo estilista Giugiaro, em 1980, seguido por um dos carros de maior sucesso mundial, o UNO introduzido em 1983.

Moderno, pequeno e de alta qualidade, o carro foi um enorme sucesso.

A Alfa Romeo foi comprada pela empresa em 1984.

Em 1987 o DUNA (conhecido no Brasil como Elba), construído na fábrica de Betim e exportado para a Itália, é lançado no mercado mundial.

Em 1990 é introduzido o TEMPRA, um carro de linhas arrojadas e modernas.

No ano seguinte é a vez do modelo Cinquocento. No ano seguinte, pela primeira vez aparecem as famosas cinco barras verticais, nos modelos Panda. Esse logotipo era colocado na grade do radiador.

O PUNTO, lançado em 1993, foi eleito carro do ano na Europa. Em 1995 são lançados dois novos modelos, o BRAVA, um carro mais clássico, e o BRAVO um carro mais esportivo.

O PALIO é lançado mundialmente em 1996 no Brasil, mesmo ano da introdução dos modelos MAREA e MAREA Weekend.

Em 1999 é introduzido o novo logo da empresa, uma versão modernizada do utilizado na década de 20, moldura redonda com inscrição prateada.

Em 2002 é lançado o STILO.

A marca no mundo

A Fiat atualmente conta com cerca de 1.000 empresas, com atuação em aproximadamente 150 países.

A Fiat é a oitava maior produtora mundial de automóveis e atua também na fabricação de caminhões e máquinas agrícolas.
.
mundodasmarcas

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Previsão do tempo hoje (Fortaleza)

Clique na imagem para ampliar

GM divulga 'sketch' do Vectra Hatchback

Clique na imagem para ampliar
A General Motors divulgou dia (28) o primeiro 'sketch' da traseira do Vectra Hatchback, na versão quatro portas.

O modelo, que sairá da linha de montagem da fábrica em São Caetano do Sul (SP), será lançado no segundo semestre no mercado brasileiro.

"Pelos primeiros desenhos é possível verificar que o automóvel tem uma identidade visual forte, caracterizada por traços arrojados".

O modelo será um autêntico hatchback premium, que atenderá aos consumidores que aguardavam, na mesma categoria de carro do Vectra, um veículo com design diferenciado, inserido nos projetos globais da marca.

"O Vectra hatch ficará posicionado entre o Astra hatch e Vectra Sedan".

Cerveja pode ajudar atletas a se reidratarem


A ingestão moderada de cerveja após o exercício físico favorece a reidratação dos atletas sem prejudicar suas capacidades psicocognitivas, segundo estudos de especialistas em nutrição.

As conclusões destes estudos foram apresentadas nesta terça-feira (29) por seus autores no simpósio realizado em Granada, sul da Espanha, com o tema "Cerveja, Esporte e Saúde".

Todos recomendaram incluir a cerveja na dieta diária dos atletas e ressaltaram as propriedades antioxidantes da bebida, que também favorece o sistema cardiovascular.

Em entrevista coletiva, o cardiologista e ex-jogador de basquete Juan Antonio Corbalán assegurou que a cerveja tem um perfil "excelente" por conseguir uma hidratação eficaz do organismo após o exercício físico. Segundo Corbalán, o baixo teor alcoólico da bebida é "absolutamente compatível" com o rendimento esportivo de alto nível, "sempre que se leve em conta que a quantidade de cerveja ingerida seja adequada à capacidade do organismo de metabolizar o álcool".

O cardiologista se referiu à necessidade de eliminar determinados tabus em relação ao sumo da cevada, que definiu como "a primeira bebida para o atleta, após a água".

O catedrático de Fisiologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de Granada Manuel Castillo Garzón afirmou que, segundo as pesquisas, a ingestão moderada de cerveja não piora as capacidades psicocognitivas dos atletas porque não provoca a perda de campo de visão nem leva a um maior número de erros.

Garzón acrescentou que seu consumo aumenta a tolerância ao esforço físico e reduz o estresse que representa fazer exercícios em condições extremas. Para chegar a estas conclusões, o especialista avaliou as capacidades cognitivas e locomotoras de um grupo de jovens que, de forma aleatória, beberam cerveja ou água após fazer esporte em um quarto a 40ºC, situação que favorecia a desidratação.

Castillo Garzón analisou as capacidades dos jovens antes e uma hora e meia depois do exercício, para o qual usou um sistema utilizado para medir a reação dos pilotos de caças a determinados estímulos. O experimento permitiu ao cientista aprovar os benefícios do consumo moderado de cerveja para os atletas.

g1

FORTALEZA das antigas: Salinas Diogo Rio Cocó - 1974

Clique na imagem para ampliar

Charge do dia


CTM 2000


A segunta etapa da CTM 2000 foi transferida de Caruaru, em Pernambuco, para o Autódromo do Eusébio.

Agende a data: 17 de junho, domingo, a partir das 10h da manhã.

Ingressos à venda a partir do dia 1 de junho.

O grid terá maior quantidade de carros que o primeiro, provavelmente 18.

O objetivo é levar 12 mil pessoas ao Autódromo.

Informações: 4005-4013.

Detalhes no site: www.ctm2000.com.br

Simpatia para homem nunca virar viado


FUNDO DO BAÚ: Anúncio VARIANT 1971

Clique na imagem para ampliar


Juliana Paes depois de tanta Antarctica


Isso é BRASIL !!!


TV Tuga


Televisão grátis, direto pela internet. Tem canais de entretenimento, esportes e até de sacanagem!

Clique em: http://www.tvtuga.com/ e é só assistir.

Carros raros que nunca vamos ter (PARTE 04)







Clique nas imagens para ampliar

Mundo das marcas: Dior - A Marca do Mestre



Christian Dior fundou sua casa de moda chamada “The House of Dior” no ano de 1946 na cidade de Paris, com a ajuda financeira Marcel Boussac, um grande produtor de tecidos.

No ano seguinte lançou sua primeira coleção chamada “Carolle Line” que contava com a revolucionária saia na altura do tornozelo, apelidada pelos jornalistas especializados americanos de “The New Look” (novo visual).

Contendo inúmeras variações e novidades para época, a coleção se tornou um sucesso imediato, principalmente pelos ombros arredondados e cinturas acentuadas que a coleção possuía em seus modelos.

Ainda em 1947 foi fundada a divisão de perfume (Parfums Christian Dior) com o lançamento do Miss Dior.

Nos próximos dez anos, Dior continuou criando coleções autênticas e espetaculares como a Princess Line, A Line e Y Line.

No ano de 1954 a marca lançou seu primeiro produto de maquiagem, o lápis de boca (delineador).

Em 1955 Yves Saint Lauren foi contratado pela empresa e assumiu os desenhos e desenvolvimentos das coleções em 1957 com a morte de Christian Dior.

Marc Bohan assumiu o posto de designer da marca em 1960, cargo que ocupou até 1989.

Em 1969 foi lançada a linha completa de maquiagem com a marca Dior.

No ano seguinte revolucionou o mercado ao introduzir o desfile de produtos de maquiagem, mostrando cores e tendências que marcaram época, estabelecendo a marca como uma gigante no mundo da moda.

Em 1973 foi lançada a linha para tratamento de pele.

Um dos perfumes mais famosos da grife, o POISON, foi lançado em 1985.


Em 1988 foi lançado o perfume FAHRENHEIT, um dos perfumes de maior sucesso da história.

O perfume feminino DUNE foi lançado em 1992.

Em 1995 foi lançado o perfume DOLCE VITTA em sua tradicional embalagem amarela.

No ano de 1996 o inglês John Galliano assumiu o comando de criação da marca Dior.

No ano seguinte a versão masculina do perfume DUNE foi introduzida no mercado.

Você Sabia?

* A marca, que já revelou estilistas como Yves Saint-Lauren, Gianfranco Ferré e John Galliano, tem sua sede no famoso endereço a Avenida Montaigne 30, na cidade de Paris.

* Seu principal mercado é a Europa, que corresponde a 53% das vendas da marca, seguida da região da Ásia-Pacífico com 24% e dos Estados Unidos com 23%.

* Atualmente a marca Dior pertence ao poderoso grupo LVMH.

mundodasmarcas

terça-feira, 29 de maio de 2007

Mundo das marcas: Cinzano - Vermouth Of Torino

A empresa Cinzano foi fundada no distante ano de 1757 na vila italiana de Pecetto, perto da cidade de Turim pelos irmãos Carlos Stefano e Giovanni Giacomo Cinzano.

A tradicional Casa Cinzano produzia uma bebida, muito semelhante ao vinho, que pouco depois viria a ser conhecida como Vermout, introduzido oficialmente em 1786 com o nome de Cinzano Rosso.

Somente em 1787, quando o filho de Giovanni, assumiu a administração da empresa o produto ganhou fama, passou a ser conhecido como “Vermouth of Torino” e tornou-se um ícone da cultura italiana.

Em 1859 o produto começou a ser divulgado em regiões da França e América do Sul.

Mais de dois séculos depois, a bebida se tornou a segunda mais vendida em sua categoria, passando a fazer parte do tradicional Grupo Campari em 1999.

Seu maior mercado está concentrado na Argentina. A marca tem um portifólio variado como o Cinzano Rosso, Bianco, Extra Dry, Rose e Orancio.
.
A marca no mundo

Atualmente a marca Cinzano é comercializada em mais de 180 países ao redor do mundo, tendo 80% de sua produção originária da cidade de Turim.

mundodasmarcas

Brasileira fica em segundo lugar no Miss Universo 2007


A brasileira Natália Guimarães, de 22 anos, ficou em segundo lugar no concurso de Miss Universo 2007, que foi vencido pela japonesa Riyo Mori, de 20 anos. A cerimônia aconteceu no Auditório Nacional da Cidade do México, nesta segunda-feira (28).


Há 26 anos uma candidata brasileira não conseguia ficar entre as cinco finalistas. A última a realizar o feito foi a Miss Brasil Adriana Alves de Oliveira, que ficou em quarto lugar no Miss Universo de 1981. As únicas brasileiras eleitas Miss Universo foram Ieda Maria Vargas, em 1963, e Martha Vasconcellos, em 1968.

Natália estuda arquitetura, tem 1,75 m de altura, iniciou carreira de modelo aos 15 anos. Já representou o país em dois outros concursos internacionais: nas passarelas de Bahamas e da China, onde ganhou o concurso Top Model Of the World. Sua experiência em concursos de beleza foi decisiva na sua eleição como Miss Brasil, em abril.

A venezuelana Ly Jonaitis, apontada como a grande favorita, ficou em terceiro lugar. Na quarta posição veio a sul-coreana Honey Lee e, em quinto, a americana Rachel Smith. A Miss Fotogenia foi a filipina Anna Theresa Licaros, de 22 anos. O prêmio de Miss Simpatia foi para a representante chinesa, Ningning Zhang, de 20 anos. As duas receberão um prêmio de US$ 1 mil e um troféu.

Prêmio

Além do título da mulher mais bela, a Miss Japão herdou da porto-riquenha Zuleyka Rivera Mendoza, ganhadora em 2006, uma coroa de brilhantes avaliada em US$ 250 mil feita pelo designer japonês Mikimoto.

Ela levou também: um contrato anual como Miss Universo; guarda-roupas completo, com maquiagens e produtos de beleza; um apartamento alugado por um ano em Nova York com todas as despesas incluídas; uma tiara com pérolas no valor de U$ 20 mil; uma bolsa de estudos de dois anos no valor de US$ 100 mil na The NY Film Academy, em Nova York; um relógio cravejado de diamantes de US$ 30 mil; acessos a viagens internacionais e presença em eventos; cursos de relações pública e de como lidar com a imprensa.

g1

Carros raros que nunca vamos ter (PARTE 03)





Clique nas imagens para ampliar

FORTALEZA das antigas: A Catedral em construção 1959

Clique na imagem para ampliar

FUNDO DO BAÚ: Anúncio Sonrisal

Clique na imagem para ampliar

Charge do dia


Toyota é última fabricante nacional a adotar o motor Flex

O sedã Toyota Corolla com motor 1.8 16V Flex custa a partir de R$ 56.565

Foram investidos US$ 15 milhões em três anos de desenvolvimento. Assim a Toyota foi o último fabricante nacional de automóveis de passeio a adotar a motorização “flex fuel”. Está chegando às lojas o sedã Corolla e a perua Fielder com novo motor 1.8 16V VVT-i Flex, que desenvolve 136 cv (cavalos) de potência. Há alguns anos trabalhando com lançamentos e avaliação de veículos, a equipe de Interpress Motor simplesmente não notou a mínima diferença em termos de desempenho e dirigibilidade em relação ao veículo a gasolina, que foi lançado há cinco anos.

Há transmissão manual e automática de quatro velocidades com "overdrive"

Durante o evento de apresentação, que acontece no Guarujá (SP), o ambiente foi tomado por um certo clima de decepção – afinal a Toyota, que acaba de abocanhar a liderança mundial de vendas de automóveis, desbancando a General Motors, não poderia ter lançado um produto um pouco mais inovador?

Fazem parte das novidades do motor o acréscimo de resina protetora contra corrosão nos pistões, novos anéis de pistão e ajuste do comando de válvula. Também houve substituição das velas de ignição por outras de grau térmico mais elevado, reprogramação da ECU (central eletrônica que comanda todo o funcionamento do propulsor) e implantação de materiais de liga metálica mais resistente nas válvulas de admissão e no comando de válvulas. A capacidade do tanque de combustível subiu de 55 litros para 56 litros, para aumento da autonomia, pois o álcool é consumido mais rapidamente.

Interior não muda; estilo do Corolla sempre foi marcado pela sobriedade

Também há um novo sistema de partida a frio, que consiste em um tanque auxiliar com capacidade de 600 mililitros, que fica na parte de trás do compartimento do motor. “Ficar distante da área de contato em caso de colisão, proporcionando, assim, maior segurança para os ocupantes”, afirma o material de divulgação da montadora. A concorrente Honda optou por um reservatório à parte embutido no pára-lama direito – batizado inclusive de “subtanque”.

Nas versões XE-i do Corolla e da Fielder e XL-i do Corolla há dois tipos de transmissão: automática de quatro velocidades com “overdrive” e manual de cinco velocidades. Já as versões top de linha SE-G saem da fábrica equipadas com câmbio automático de quatro velocidades com "overdrive".

Console central traz porta-objetos úteis para motorista e passageiro

Comercializado já como linha 2008, o Corolla traz novidades na versão entrada XL-i do sedã, agora equipada com o motor 1.8 16V VVT-i Flex, que substitui o 1.6 16V de 110 cv, que continua disponível na versão com transmissão automática para atender também aos deficientes físicos.

Essa versão XL-i ganhou ainda rodas de liga leve e airbag dianteiro para motorista e passageiro. Esses itens se somam a equipamentos como ar-condicionado, coluna de direção com regulagem de altura, comando interno de abertura do porta-malas e do tanque de combustível, direção hidráulica, console entre os bancos dianteiros com porta-copos e porta-objetos, desembaçador do vidro traseiro, hodômetro total e parcial digital, entre outros itens. O Corolla é um dos automóveis de interior mais sóbrio do mercado.

Comando central das portas e dos vidros elétricos na porta do motorista

As versões SE-G e XE-i têm freios com sistemas ABS (antitravamento) e EBD (distribuição eletrônica da frenagem), trava automática das portas ativadas pelo movimento do veículo (após 20 km/h) e travas elétricas com acionamento a distância, luz de leitura dianteira, pára-sol do motorista com espelho de cortesia e porta-documentos, alarme com controle remoto, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador e limitador de força.

Há ainda uma versão do modelo XE-i que vem com bancos com revestimento de couro, com o traseiro bipartido e rebatível, com terceiro encosto de cabeça e apoio de braço com porta-copos. A versão SE-G tem ainda ar-condicionado automático e digital, bancos de couro de série, computador de bordo, painel de instrumentos Optitron, piloto automático, rádio com toca-CDs para seis discos integrados ao painel, retrovisor interno antiofuscamento, sensor automático de chuva, quatro alto-falantes com dois tweeters, console central com acabamento na cor prata, maçanetas internas, moldura lateral e da tampa do porta-malas cromadas e faróis de neblina. Para as versões XE-i e XL-i, completam o pacote rádio com toca-CDs e quatro alto-falantes.

Além do motor flex, perua Fielder ganha versão SE-G top de linha

Já Fielder, antes disponível em versão única, agora chega em duas: além da XE-i, a top de linha SE-G, que inclui itens como controlador de velocidade, ar-condicionado digital e toca-CDs para seis discos integrado ao painel.

Os preços sugeridos são: Corolla XL-i 1.8 Flex, R$ 56.565 (manual) e R$ 61.101 (automáico); Corolla XE-i 1.8 Flex, R$ 62.233 (manual) e R$ 66.880 (automático); Corolla SE-G 1.8 Flex, R$ 79.676 (automático); Fielder XE-i 1.8 Flex, R$ 67.144 (manual); R$ 71.729 (automático) e Fielder SE-G 1.8 Flex, R$ 83.712 (automático). Os valores têm o Estado de São Paulo como base e não incluem pintura metálica. Pela alta competitividade do segmento, a Toyota vai ter de se esforçar muito para continuar entre os primeiros colocados nas vendas de sedãs médios.

FICHA TÉCNICA
.
Toyota Corolla Flex

Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16V, bicombustível, 1.794 cm³ de cilindrada

Potência: 136 cv a 6.000 rpm

Torque: 15 kgfm a 4.400 rpm
.
Direção: hidráulica
.
Câmbio: automático, de quatro velocidades com “overdrive”
.
Suspensão: dianteira McPherson, com barra estabilizadora; traseira com eixo de torção e barra estabilizadora
.
Freios: a disco na as quatro rodas, com ABS (antitravamento) e EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem)
.
Dimensões: 4,53 m de comprimento; 1,71 m de largura; 1,48 m de altura; 2,60 m de entreeixos
.
Peso: 1.130 kg a 1.170 kg, dependendo da versão

Tanque: 56 litros

Porta-malas: 437 litros
.
Preços:
.
Corolla XL-i 1.8 Flex, R$ 56.565 (manual) e R$ 61.101 (automáico)
Corolla XE-i 1.8 Flex, R$ 62.233 (manual) e R$ 66.880 (automático)
Corolla SE-G 1.8 Flex, R$ 79.676 (automático)
Fielder XE-i 1.8 Flex, R$ 67.144 (manual); R$ 71.729 (automático)
Fielder SE-G 1.8 Flex, R$ 83.712 (automático)
.
interpress
Clique na imagem para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:
Clque na imagem para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:


Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,

A Microsoft apresentou nesta quarta-feira (30) um computador em formato de mesa, o que representa um grande passo em direção à visão do co-fundador Bill Gates sobre um futuro no qual o mouse e o teclado serão substituídos por meios mais naturais de interação, como a voz, uma caneta ou o tato.

O
Microsoft Surface, que oferece uma tela de 30 polegadas sob uma tampa de plástico resistente, permite que as pessoas toquem e movam objetos na tela para as mais diversas tarefas, de desenho digital a montar quebra-cabeças virtuais, passando por pedidos de comida no cardápio on-line de um restaurante.

O computador também reconhece e interage com outros aparelhos colocados sobre sua superfície, de modo que usuários de celulares poderão comprar ringtones facilmente ou alterar os planos de telefonia móvel colocando seus celulares sobre as telas de máquinas instaladas em lojas, ou um grupo de pessoas sentadas em torno de um Surface poderá olhar as fotos armazenadas em uma câmera digital colocada sobre a superfície.


A maior produtora de software do mundo anunciou que ela mesma fabricará o aparelho e que o venderá inicialmente a clientes empresariais. As primeiras unidades serão instaladas em novembro na rede de hotéis Sheraton, nos cassinos Harrah, nas lojas da operadora celular T-Mobile e em restaurantes.

O preço de venda do Surface ficará entre US$ 5 mil e US$ 10 mil, inicialmente, mas a Microsoft planeja reduzi-lo a um nível acessível aos consumidores individuais dentro de três a cinco anos e introduzir formas e modelos diversificados do produto. "Nós antecipamos que essa se torne uma categoria multibilionária e planejamos um futuro no qual as técnicas de computação de superfície serão onipresentes, em mesas, balcões e espelhos", afirmou o presidente-executivo da gigante do software, Steve Ballmer, em comunicado.

Os analistas afirmaram que as primeiras aplicações representam apenas um vislumbre do que é possível. "O potencial quanto a interfaces é imenso", disse Matt Rosoff, analista da Directions on Microsoft, uma empresa de pesquisa independente. "Quando o aparelho for aberto a novos aplicativos, não haverá limites para o que se poderá fazer."

A Microsoft surpreendeu suas parceiras tradicionais na fabricação de PCs e decidiu tomar controle da produção do "computador de superfície" por meio de um fabricante terceirizado não revelado. O equipamento vai funcionar acionado pelo Windows Vista, o novo sistema operacional da empresa.

globo
Postado por Fred Guilhon Marcadores:

Três adolescentes quebraram a vitrine de uma joalheria, roubaram um cordão de ouro e fugiram em seguida, em Governador Valadares (MG).

Após a denúncia do proprietário da loja, a Polícia Militar conseguiu prender dois menores, de 14 e 15 anos, e um rapaz de 18 anos em flagrante.

Segundo a polícia, um deles estava com o cordão de ouro na hora em que foi pego pela PM e engoliu a jóia. Ele foi levado ao Hospital Regional para fazer um raio-X, que comprovou que o objeto estava no estômago.

O rapaz preso vai ser indiciado por furto. Os dois menores serão encaminhados ao Juizado da Infância e da Juventude. O grupo usava gorros e uma arma calibre 38.

g1
Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,

Postado por Fred Guilhon Marcadores:
Um alemão, um italiano e um japonês foram capturados por índios antropófagos.

O cacique resolveu dar uma chance para eles escaparem:

- Tira pinto para fora. Se os três juntos medir trinta centímetros, cacique dá liberdade!

O alemão tirou o dele: doze centímetros.

O italiano: treze centímetros.

E o japonês: cinco centímetros.

Total: trinta centímetros certinhos.

Os três são soltos e o japonês se vangloria:

- Se zaponeis non tá com teson, morria tudo, né ???????????
.
Piada enviada p/ amigo Marco Araújo

Postado por Fred Guilhon Marcadores:

Foto enviada p/ amigo William Quirino Martins
Postado por Fred Guilhon Marcadores:

A montadora italiana foi fundada por um grupo de empresários, entre eles Giovanni Agnelli, Lodovico Scarfiotti e o Conde Brecherasio di Cocherano, na cidade de Turim em 11 de julho de 1899 com o nome Fabbrica Italiana di Automobili-Torino.

O primeiro carro da montadora foi o modelo três 1/2hp de 679cc, que atingia 35km/h, tendo sido produzido 300 unidades desse modelo.

O modelo foi produzido na fábrica localizada em Corso Dante, onde 150 empregados trabalhavam.

Outros modelos vieram e em 1903 foi lançado o 12hp com 3768cc, que teve produção de 132 unidades, sendo exportado para Europa e Estados Unidos.

No ano seguinte o nome FIAT passa a representar não somente o produto, mas toda a empresa, sendo abandonado o nome social escrito por extenso.

Ainda nessa época, pela primeira vez, a partir do modelo 24-32hp, o símbolo é colocado por cima da grade do radiador. Durante os dez primeiros anos a FIAT esteve envolvida na produção de caminhões, ônibus, locomotivas, motores marinhos e aéreos, além da sua ligação com o automobilismo.

Em 1910 a empresa lançou 10 novos modelos.

O ZERO, primeiro carro produzido em massa pela montadora, foi introduzido no mercado em 1912.

Até 1915 cerca de 2.000 unidades desse modelo foram produzidas.

Em 1919 outros novos modelos foram introduzidos, como o 501 (45 mil unidades foram feitas até 1926), o 505 (modelo de maior tamanho que o 501) e o top de linha 515.

O V12 Superfiat foi lançado em 1921, possuindo 8605cc e 90hp.

Nesse modelo aparecia o novo logo da empresa, com inscrição vermelha sob fundo branco, em formato redondo.

Em 1923 a montadora se estabeleceu na Polônia, mesmo ano em que a fábrica de Lingotto foi inaugurada.

O modelo 509 foi lançado em 1925 e em 1928 venceu o Rali de Montcarlo.

O modelo 503, primeiro automóvel com carroceria mista (metal + madeira), foi lançado em 1926.

No salão do automóvel de Milão em 1932, a empresa apresentou o modelo 508 Balilla, também conhecido como “Tarifa Mínima” devido ao consumo reduzido de 8 litros em 100km.

A primeira série deste modelo vendeu 41.395 carros até 1934, quando a segunda série foi lançada.

Em 1935 foi apresentado o modelo 1500, primeiro carro desenvolvido aerodinamicamente pela empresa.

No ano seguinte a empresa lançou um dos maiores sucessos de sua história, o 500 Topolino (mickey Mouse em italiano), um automóvel pequeno e compacto de dois lugares, que vendeu 122.000 unidades até 1948, revolucionando os conceitos da época.

Em 1939 com o começo da guerra, as instalações da empresa foram requeridas pelo governo para fabricar armamento bélico.

Foi nessa época que a fábrica de Mirafiori foi aberta.

Depois do término da guerra em 1948, a FIAT retomou sua produção de automóveis com a produção dos modelos 1100B, 1500D e 500B.

O primeiro modelo lançado depois da guerra foi o 1400, visto pela primeira vez em 1950 no salão do automóvel de Genebra.

Em 1953 a empresa lançou seu primeiro veículo a diesel, o 1400 diesel. Em 1956 foi apresentado o Multipla, o Nuova 500 em 1957 e em 1960 o Giardinetta.

O FIAT 124 foi lançado em 1966 no salão do automóvel de Genebra, ganhando o título de carro do ano em 1967, revolucionando o conceito de espaço.

O modelo era produzido em três versões, a familiar, a Spider (com designer da Pininfarina) e o Coupe.

Em 1968 as exportações da montadora chegavam a 150 países e para unificar a imagem da empresa é lançado um novo logotipo, quatro losangos inclinados 18 graus com a sigla da montadora escrita em branco sobre fundo azul.

Em 1969 a empresa comprou a montadora LANCIA.

Em 1971 foi lançado o 127 e no ano seguinte o 132. Ainda em 1971, a montadora chega ao Brasil.

O RITMO foi introduzido no mercado em 1978 em duas versões, 3 e 5 portas.

A década de 80 começou com o lançamento do PANDA, primeiro carro da empresa desenhado pelo estilista Giugiaro, em 1980, seguido por um dos carros de maior sucesso mundial, o UNO introduzido em 1983.

Moderno, pequeno e de alta qualidade, o carro foi um enorme sucesso.

A Alfa Romeo foi comprada pela empresa em 1984.

Em 1987 o DUNA (conhecido no Brasil como Elba), construído na fábrica de Betim e exportado para a Itália, é lançado no mercado mundial.

Em 1990 é introduzido o TEMPRA, um carro de linhas arrojadas e modernas.

No ano seguinte é a vez do modelo Cinquocento. No ano seguinte, pela primeira vez aparecem as famosas cinco barras verticais, nos modelos Panda. Esse logotipo era colocado na grade do radiador.

O PUNTO, lançado em 1993, foi eleito carro do ano na Europa. Em 1995 são lançados dois novos modelos, o BRAVA, um carro mais clássico, e o BRAVO um carro mais esportivo.

O PALIO é lançado mundialmente em 1996 no Brasil, mesmo ano da introdução dos modelos MAREA e MAREA Weekend.

Em 1999 é introduzido o novo logo da empresa, uma versão modernizada do utilizado na década de 20, moldura redonda com inscrição prateada.

Em 2002 é lançado o STILO.

A marca no mundo

A Fiat atualmente conta com cerca de 1.000 empresas, com atuação em aproximadamente 150 países.

A Fiat é a oitava maior produtora mundial de automóveis e atua também na fabricação de caminhões e máquinas agrícolas.
.
mundodasmarcas
Postado por Fred Guilhon Marcadores:
Clique na imagem para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:
Clique na imagem para ampliar
A General Motors divulgou dia (28) o primeiro 'sketch' da traseira do Vectra Hatchback, na versão quatro portas.

O modelo, que sairá da linha de montagem da fábrica em São Caetano do Sul (SP), será lançado no segundo semestre no mercado brasileiro.

"Pelos primeiros desenhos é possível verificar que o automóvel tem uma identidade visual forte, caracterizada por traços arrojados".

O modelo será um autêntico hatchback premium, que atenderá aos consumidores que aguardavam, na mesma categoria de carro do Vectra, um veículo com design diferenciado, inserido nos projetos globais da marca.

"O Vectra hatch ficará posicionado entre o Astra hatch e Vectra Sedan".
Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,

A ingestão moderada de cerveja após o exercício físico favorece a reidratação dos atletas sem prejudicar suas capacidades psicocognitivas, segundo estudos de especialistas em nutrição.

As conclusões destes estudos foram apresentadas nesta terça-feira (29) por seus autores no simpósio realizado em Granada, sul da Espanha, com o tema "Cerveja, Esporte e Saúde".

Todos recomendaram incluir a cerveja na dieta diária dos atletas e ressaltaram as propriedades antioxidantes da bebida, que também favorece o sistema cardiovascular.

Em entrevista coletiva, o cardiologista e ex-jogador de basquete Juan Antonio Corbalán assegurou que a cerveja tem um perfil "excelente" por conseguir uma hidratação eficaz do organismo após o exercício físico. Segundo Corbalán, o baixo teor alcoólico da bebida é "absolutamente compatível" com o rendimento esportivo de alto nível, "sempre que se leve em conta que a quantidade de cerveja ingerida seja adequada à capacidade do organismo de metabolizar o álcool".

O cardiologista se referiu à necessidade de eliminar determinados tabus em relação ao sumo da cevada, que definiu como "a primeira bebida para o atleta, após a água".

O catedrático de Fisiologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de Granada Manuel Castillo Garzón afirmou que, segundo as pesquisas, a ingestão moderada de cerveja não piora as capacidades psicocognitivas dos atletas porque não provoca a perda de campo de visão nem leva a um maior número de erros.

Garzón acrescentou que seu consumo aumenta a tolerância ao esforço físico e reduz o estresse que representa fazer exercícios em condições extremas. Para chegar a estas conclusões, o especialista avaliou as capacidades cognitivas e locomotoras de um grupo de jovens que, de forma aleatória, beberam cerveja ou água após fazer esporte em um quarto a 40ºC, situação que favorecia a desidratação.

Castillo Garzón analisou as capacidades dos jovens antes e uma hora e meia depois do exercício, para o qual usou um sistema utilizado para medir a reação dos pilotos de caças a determinados estímulos. O experimento permitiu ao cientista aprovar os benefícios do consumo moderado de cerveja para os atletas.

g1
Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,
Clique na imagem para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:

Postado por Fred Guilhon Marcadores:

A segunta etapa da CTM 2000 foi transferida de Caruaru, em Pernambuco, para o Autódromo do Eusébio.

Agende a data: 17 de junho, domingo, a partir das 10h da manhã.

Ingressos à venda a partir do dia 1 de junho.

O grid terá maior quantidade de carros que o primeiro, provavelmente 18.

O objetivo é levar 12 mil pessoas ao Autódromo.

Informações: 4005-4013.

Detalhes no site: www.ctm2000.com.br
Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,

Postado por Fred Guilhon Marcadores:
Clique na imagem para ampliar


Postado por Fred Guilhon Marcadores:

Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,

Postado por Fred Guilhon Marcadores:

Televisão grátis, direto pela internet. Tem canais de entretenimento, esportes e até de sacanagem!

Clique em: http://www.tvtuga.com/ e é só assistir.
Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,






Clique nas imagens para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:


Christian Dior fundou sua casa de moda chamada “The House of Dior” no ano de 1946 na cidade de Paris, com a ajuda financeira Marcel Boussac, um grande produtor de tecidos.

No ano seguinte lançou sua primeira coleção chamada “Carolle Line” que contava com a revolucionária saia na altura do tornozelo, apelidada pelos jornalistas especializados americanos de “The New Look” (novo visual).

Contendo inúmeras variações e novidades para época, a coleção se tornou um sucesso imediato, principalmente pelos ombros arredondados e cinturas acentuadas que a coleção possuía em seus modelos.

Ainda em 1947 foi fundada a divisão de perfume (Parfums Christian Dior) com o lançamento do Miss Dior.

Nos próximos dez anos, Dior continuou criando coleções autênticas e espetaculares como a Princess Line, A Line e Y Line.

No ano de 1954 a marca lançou seu primeiro produto de maquiagem, o lápis de boca (delineador).

Em 1955 Yves Saint Lauren foi contratado pela empresa e assumiu os desenhos e desenvolvimentos das coleções em 1957 com a morte de Christian Dior.

Marc Bohan assumiu o posto de designer da marca em 1960, cargo que ocupou até 1989.

Em 1969 foi lançada a linha completa de maquiagem com a marca Dior.

No ano seguinte revolucionou o mercado ao introduzir o desfile de produtos de maquiagem, mostrando cores e tendências que marcaram época, estabelecendo a marca como uma gigante no mundo da moda.

Em 1973 foi lançada a linha para tratamento de pele.

Um dos perfumes mais famosos da grife, o POISON, foi lançado em 1985.


Em 1988 foi lançado o perfume FAHRENHEIT, um dos perfumes de maior sucesso da história.

O perfume feminino DUNE foi lançado em 1992.

Em 1995 foi lançado o perfume DOLCE VITTA em sua tradicional embalagem amarela.

No ano de 1996 o inglês John Galliano assumiu o comando de criação da marca Dior.

No ano seguinte a versão masculina do perfume DUNE foi introduzida no mercado.

Você Sabia?

* A marca, que já revelou estilistas como Yves Saint-Lauren, Gianfranco Ferré e John Galliano, tem sua sede no famoso endereço a Avenida Montaigne 30, na cidade de Paris.

* Seu principal mercado é a Europa, que corresponde a 53% das vendas da marca, seguida da região da Ásia-Pacífico com 24% e dos Estados Unidos com 23%.

* Atualmente a marca Dior pertence ao poderoso grupo LVMH.

mundodasmarcas
Postado por Fred Guilhon Marcadores:
A empresa Cinzano foi fundada no distante ano de 1757 na vila italiana de Pecetto, perto da cidade de Turim pelos irmãos Carlos Stefano e Giovanni Giacomo Cinzano.

A tradicional Casa Cinzano produzia uma bebida, muito semelhante ao vinho, que pouco depois viria a ser conhecida como Vermout, introduzido oficialmente em 1786 com o nome de Cinzano Rosso.

Somente em 1787, quando o filho de Giovanni, assumiu a administração da empresa o produto ganhou fama, passou a ser conhecido como “Vermouth of Torino” e tornou-se um ícone da cultura italiana.

Em 1859 o produto começou a ser divulgado em regiões da França e América do Sul.

Mais de dois séculos depois, a bebida se tornou a segunda mais vendida em sua categoria, passando a fazer parte do tradicional Grupo Campari em 1999.

Seu maior mercado está concentrado na Argentina. A marca tem um portifólio variado como o Cinzano Rosso, Bianco, Extra Dry, Rose e Orancio.
.
A marca no mundo

Atualmente a marca Cinzano é comercializada em mais de 180 países ao redor do mundo, tendo 80% de sua produção originária da cidade de Turim.

mundodasmarcas
Postado por Fred Guilhon Marcadores:

A brasileira Natália Guimarães, de 22 anos, ficou em segundo lugar no concurso de Miss Universo 2007, que foi vencido pela japonesa Riyo Mori, de 20 anos. A cerimônia aconteceu no Auditório Nacional da Cidade do México, nesta segunda-feira (28).


Há 26 anos uma candidata brasileira não conseguia ficar entre as cinco finalistas. A última a realizar o feito foi a Miss Brasil Adriana Alves de Oliveira, que ficou em quarto lugar no Miss Universo de 1981. As únicas brasileiras eleitas Miss Universo foram Ieda Maria Vargas, em 1963, e Martha Vasconcellos, em 1968.

Natália estuda arquitetura, tem 1,75 m de altura, iniciou carreira de modelo aos 15 anos. Já representou o país em dois outros concursos internacionais: nas passarelas de Bahamas e da China, onde ganhou o concurso Top Model Of the World. Sua experiência em concursos de beleza foi decisiva na sua eleição como Miss Brasil, em abril.

A venezuelana Ly Jonaitis, apontada como a grande favorita, ficou em terceiro lugar. Na quarta posição veio a sul-coreana Honey Lee e, em quinto, a americana Rachel Smith. A Miss Fotogenia foi a filipina Anna Theresa Licaros, de 22 anos. O prêmio de Miss Simpatia foi para a representante chinesa, Ningning Zhang, de 20 anos. As duas receberão um prêmio de US$ 1 mil e um troféu.

Prêmio

Além do título da mulher mais bela, a Miss Japão herdou da porto-riquenha Zuleyka Rivera Mendoza, ganhadora em 2006, uma coroa de brilhantes avaliada em US$ 250 mil feita pelo designer japonês Mikimoto.

Ela levou também: um contrato anual como Miss Universo; guarda-roupas completo, com maquiagens e produtos de beleza; um apartamento alugado por um ano em Nova York com todas as despesas incluídas; uma tiara com pérolas no valor de U$ 20 mil; uma bolsa de estudos de dois anos no valor de US$ 100 mil na The NY Film Academy, em Nova York; um relógio cravejado de diamantes de US$ 30 mil; acessos a viagens internacionais e presença em eventos; cursos de relações pública e de como lidar com a imprensa.

g1
Postado por Fred Guilhon Marcadores:




Clique nas imagens para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:
Clique na imagem para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:
Clique na imagem para ampliar

Postado por Fred Guilhon Marcadores:

Postado por Fred Guilhon Marcadores:
O sedã Toyota Corolla com motor 1.8 16V Flex custa a partir de R$ 56.565

Foram investidos US$ 15 milhões em três anos de desenvolvimento. Assim a Toyota foi o último fabricante nacional de automóveis de passeio a adotar a motorização “flex fuel”. Está chegando às lojas o sedã Corolla e a perua Fielder com novo motor 1.8 16V VVT-i Flex, que desenvolve 136 cv (cavalos) de potência. Há alguns anos trabalhando com lançamentos e avaliação de veículos, a equipe de Interpress Motor simplesmente não notou a mínima diferença em termos de desempenho e dirigibilidade em relação ao veículo a gasolina, que foi lançado há cinco anos.

Há transmissão manual e automática de quatro velocidades com "overdrive"

Durante o evento de apresentação, que acontece no Guarujá (SP), o ambiente foi tomado por um certo clima de decepção – afinal a Toyota, que acaba de abocanhar a liderança mundial de vendas de automóveis, desbancando a General Motors, não poderia ter lançado um produto um pouco mais inovador?

Fazem parte das novidades do motor o acréscimo de resina protetora contra corrosão nos pistões, novos anéis de pistão e ajuste do comando de válvula. Também houve substituição das velas de ignição por outras de grau térmico mais elevado, reprogramação da ECU (central eletrônica que comanda todo o funcionamento do propulsor) e implantação de materiais de liga metálica mais resistente nas válvulas de admissão e no comando de válvulas. A capacidade do tanque de combustível subiu de 55 litros para 56 litros, para aumento da autonomia, pois o álcool é consumido mais rapidamente.

Interior não muda; estilo do Corolla sempre foi marcado pela sobriedade

Também há um novo sistema de partida a frio, que consiste em um tanque auxiliar com capacidade de 600 mililitros, que fica na parte de trás do compartimento do motor. “Ficar distante da área de contato em caso de colisão, proporcionando, assim, maior segurança para os ocupantes”, afirma o material de divulgação da montadora. A concorrente Honda optou por um reservatório à parte embutido no pára-lama direito – batizado inclusive de “subtanque”.

Nas versões XE-i do Corolla e da Fielder e XL-i do Corolla há dois tipos de transmissão: automática de quatro velocidades com “overdrive” e manual de cinco velocidades. Já as versões top de linha SE-G saem da fábrica equipadas com câmbio automático de quatro velocidades com "overdrive".

Console central traz porta-objetos úteis para motorista e passageiro

Comercializado já como linha 2008, o Corolla traz novidades na versão entrada XL-i do sedã, agora equipada com o motor 1.8 16V VVT-i Flex, que substitui o 1.6 16V de 110 cv, que continua disponível na versão com transmissão automática para atender também aos deficientes físicos.

Essa versão XL-i ganhou ainda rodas de liga leve e airbag dianteiro para motorista e passageiro. Esses itens se somam a equipamentos como ar-condicionado, coluna de direção com regulagem de altura, comando interno de abertura do porta-malas e do tanque de combustível, direção hidráulica, console entre os bancos dianteiros com porta-copos e porta-objetos, desembaçador do vidro traseiro, hodômetro total e parcial digital, entre outros itens. O Corolla é um dos automóveis de interior mais sóbrio do mercado.

Comando central das portas e dos vidros elétricos na porta do motorista

As versões SE-G e XE-i têm freios com sistemas ABS (antitravamento) e EBD (distribuição eletrônica da frenagem), trava automática das portas ativadas pelo movimento do veículo (após 20 km/h) e travas elétricas com acionamento a distância, luz de leitura dianteira, pára-sol do motorista com espelho de cortesia e porta-documentos, alarme com controle remoto, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador e limitador de força.

Há ainda uma versão do modelo XE-i que vem com bancos com revestimento de couro, com o traseiro bipartido e rebatível, com terceiro encosto de cabeça e apoio de braço com porta-copos. A versão SE-G tem ainda ar-condicionado automático e digital, bancos de couro de série, computador de bordo, painel de instrumentos Optitron, piloto automático, rádio com toca-CDs para seis discos integrados ao painel, retrovisor interno antiofuscamento, sensor automático de chuva, quatro alto-falantes com dois tweeters, console central com acabamento na cor prata, maçanetas internas, moldura lateral e da tampa do porta-malas cromadas e faróis de neblina. Para as versões XE-i e XL-i, completam o pacote rádio com toca-CDs e quatro alto-falantes.

Além do motor flex, perua Fielder ganha versão SE-G top de linha

Já Fielder, antes disponível em versão única, agora chega em duas: além da XE-i, a top de linha SE-G, que inclui itens como controlador de velocidade, ar-condicionado digital e toca-CDs para seis discos integrado ao painel.

Os preços sugeridos são: Corolla XL-i 1.8 Flex, R$ 56.565 (manual) e R$ 61.101 (automáico); Corolla XE-i 1.8 Flex, R$ 62.233 (manual) e R$ 66.880 (automático); Corolla SE-G 1.8 Flex, R$ 79.676 (automático); Fielder XE-i 1.8 Flex, R$ 67.144 (manual); R$ 71.729 (automático) e Fielder SE-G 1.8 Flex, R$ 83.712 (automático). Os valores têm o Estado de São Paulo como base e não incluem pintura metálica. Pela alta competitividade do segmento, a Toyota vai ter de se esforçar muito para continuar entre os primeiros colocados nas vendas de sedãs médios.

FICHA TÉCNICA
.
Toyota Corolla Flex

Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16V, bicombustível, 1.794 cm³ de cilindrada

Potência: 136 cv a 6.000 rpm

Torque: 15 kgfm a 4.400 rpm
.
Direção: hidráulica
.
Câmbio: automático, de quatro velocidades com “overdrive”
.
Suspensão: dianteira McPherson, com barra estabilizadora; traseira com eixo de torção e barra estabilizadora
.
Freios: a disco na as quatro rodas, com ABS (antitravamento) e EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem)
.
Dimensões: 4,53 m de comprimento; 1,71 m de largura; 1,48 m de altura; 2,60 m de entreeixos
.
Peso: 1.130 kg a 1.170 kg, dependendo da versão

Tanque: 56 litros

Porta-malas: 437 litros
.
Preços:
.
Corolla XL-i 1.8 Flex, R$ 56.565 (manual) e R$ 61.101 (automáico)
Corolla XE-i 1.8 Flex, R$ 62.233 (manual) e R$ 66.880 (automático)
Corolla SE-G 1.8 Flex, R$ 79.676 (automático)
Fielder XE-i 1.8 Flex, R$ 67.144 (manual); R$ 71.729 (automático)
Fielder SE-G 1.8 Flex, R$ 83.712 (automático)
.
interpress
Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,