quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Blu-Ray - Sony vence Toshiba na 'guerra dos formatos' de DVD


A Toshiba levantou nesta terça-feira (19) a bandeira branca na guerra pela supremacia no formato dos filmes de alta definição ao abandonar o formato HD-DVD. A desistência ocorreu depois que a empresa perdeu apoio de estúdios de cinema e grupos de varejo importantes que optaram pela tecnologia rival Blu-ray, promovida pela Sony .

A decisão da fabricante japonesa de eletrônicos encerra sua batalha com o consórcio comandado pela Sony quanto ao padrão dominante para a próxima geração de discos ópticos, uma disputa que confundiu os consumidores e impediu que o mercado de DVDs domésticos, que movimenta 24 bilhões de dólares ao ano, adotasse novas tecnologias mais rapidamente.

A vitória do Blu-ray significa que o consumidor não precisa mais escolher entre formatos rivais incompatíveis, correndo o risco de optar por um equivalente do padrão Betamax no século 21 -- tecnologia da Sony para videocassetes que foi derrotada pelo sistema VHS nos anos de 1980. O disco Blu-ray tem capacidade máxima de até 50 GB de dados, contra 30 GB do HD-DVD.

No mercado de games, a Microsoft, com seu Xbox 360, apoiava o HD-DVD. Seu concorrente, o PlayStation 3, da Sony, já utilizava o Blu-ray e é considerada a opção mais barata de tocador à venda, por cerca de US$ 400.

A Toshiba, que esperava que o HD-DVD promovesse o crescimento de suas operações de bens eletrônicos de consumo, anunciou que encerraria suas operações com o formato pelo final do mês que vem.

"Foi uma decisão difícil de tomar... mas quando pensamos sobre os problemas que poderíamos causar aos consumidores e aos nossos parceiros, decidimos que não era certo para nós continuar insistindo com uma presença tão pequena", disse Atsutoshi Nishida, presidente-executivo da Toshiba, em entrevista coletiva.

A empresa informou que continuará a fornecer assistência técnica aos aparelhos HD- DVD atuais e acrescentou que espera lucro maior no próximo ano fiscal devido ao corte das despesas com a promoção do HD-DVD.

A maré se voltou contra o HD-DVD depois da deserção da Warner Bros., estúdio controlado pela Time Warner e que optou pelo Blu-ray em janeiro.

Grandes grupos de varejo norte-americanos acompanharam essa decisão, entre os quais Wal-Mart, Best Buy e o grupo de locação online de vídeos Netflix . Com isso, os especialistas começaram a escrever o obituário do HD-DVD.

Nenhum comentário:


A Toshiba levantou nesta terça-feira (19) a bandeira branca na guerra pela supremacia no formato dos filmes de alta definição ao abandonar o formato HD-DVD. A desistência ocorreu depois que a empresa perdeu apoio de estúdios de cinema e grupos de varejo importantes que optaram pela tecnologia rival Blu-ray, promovida pela Sony .

A decisão da fabricante japonesa de eletrônicos encerra sua batalha com o consórcio comandado pela Sony quanto ao padrão dominante para a próxima geração de discos ópticos, uma disputa que confundiu os consumidores e impediu que o mercado de DVDs domésticos, que movimenta 24 bilhões de dólares ao ano, adotasse novas tecnologias mais rapidamente.

A vitória do Blu-ray significa que o consumidor não precisa mais escolher entre formatos rivais incompatíveis, correndo o risco de optar por um equivalente do padrão Betamax no século 21 -- tecnologia da Sony para videocassetes que foi derrotada pelo sistema VHS nos anos de 1980. O disco Blu-ray tem capacidade máxima de até 50 GB de dados, contra 30 GB do HD-DVD.

No mercado de games, a Microsoft, com seu Xbox 360, apoiava o HD-DVD. Seu concorrente, o PlayStation 3, da Sony, já utilizava o Blu-ray e é considerada a opção mais barata de tocador à venda, por cerca de US$ 400.

A Toshiba, que esperava que o HD-DVD promovesse o crescimento de suas operações de bens eletrônicos de consumo, anunciou que encerraria suas operações com o formato pelo final do mês que vem.

"Foi uma decisão difícil de tomar... mas quando pensamos sobre os problemas que poderíamos causar aos consumidores e aos nossos parceiros, decidimos que não era certo para nós continuar insistindo com uma presença tão pequena", disse Atsutoshi Nishida, presidente-executivo da Toshiba, em entrevista coletiva.

A empresa informou que continuará a fornecer assistência técnica aos aparelhos HD- DVD atuais e acrescentou que espera lucro maior no próximo ano fiscal devido ao corte das despesas com a promoção do HD-DVD.

A maré se voltou contra o HD-DVD depois da deserção da Warner Bros., estúdio controlado pela Time Warner e que optou pelo Blu-ray em janeiro.

Grandes grupos de varejo norte-americanos acompanharam essa decisão, entre os quais Wal-Mart, Best Buy e o grupo de locação online de vídeos Netflix . Com isso, os especialistas começaram a escrever o obituário do HD-DVD.
Postado por Fred Guilhon Marcadores:

0 comentários: