quarta-feira, 26 de março de 2008

Autop 2008


Falta menos de um mês para a Autop 2008. Antecipamos tudo o que acontecerá no evento deste ano.

Nunca se vendeu tanto carro no País. A produção de veículos novos chegou a quase três milhões, em 2007, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). De carona, o segmento de autopeças também alavancou e comemora os números positivos.

Essa realidade poderá ser comprovada na maior feira de negócios do Norte e Nordeste, no segmento de autopeças e serviços, e a segunda maior do Brasil, a Autop 2008, na sua 13ª edição.

Nesta edição, de acordo com o presidente do Sincopeças/Assopeças, Ranieri Leitão, há oito anos no cargo, o principal objetivo será a realização de negócios e a promoção de uma melhor qualificação profissional através de cursos e palestras. “Vai ser a Feira do relacionamento, da qualificação, da tecnologia e de negócios”.

Em se tratando de números, a Autop terá cerca de 200 empresas, 172 estandes, 360 marcas expositoras, tais como as baterias Heliar, Bosch, Durametal, entre outras, nos quatros dias de evento.

Ranieri declara que a expectativa de negócios para este ano deverá girar em torno de R$ 15 milhões, R$ 4 milhões a mais que a anterior, em 2006. Ranieri salienta que a Autop representa uma série de oportunidades para o setor e que este ano irão priorizar uma interação maior entre expositores e visitantes.

A expectativa de público no geral, entre visitantes e expositores, segundo a organização, será de 45 mil pessoas, que deverão passar pelo Centro de Convenções Edson Queiroz. “Um ponto novo é que não será vendida bebida alcóolica na Feira”, garante o dirigente.

O público alvo será formado por empresários do setor de autopeças e veículos, proprietários e mecânicos de oficinas e estudantes das áreas de engenharia mecânica e elétrica. “O público poderá ver as últimas novidades do setor de autopeças, mecânica automotiva, refrigeração, ou seja, todo esse universo que gira em torno do automóvel”, frisa.

Segundo ele, pela sua experiência, ao visitar a Autop, as pessoas procuram mais as novidades do mercado e a procura pela qualificação. “A velocidade da tecnologia dos automóveis está sendo tão grande que o profissional da mecânica não está tendo condições de acompanhar. Essa é uma oportunidade para eles verem e tirarem dúvidas sobre o que há de mais novo”, pondera.

Para esta edição, ele avisa que prepararam um novo formato, como uma programação que mistura cultura, lazer e uma ação que visa a responsabilidade social.

Dentre elas, no último dia, 27 de abril, destaca-se a “Caminhada Autop Pela Paz no Trânsito”, que acontecerá na Avenida Beira Mar, pela manhã. Na noite anterior, dia 26, será ofertado um show de forró para todos com o nome de batismo “Forró Top”.

Haverá também “Pit Stop”, que oferecerá manutenção gratuita para os veículos. A iniciativa tem como objetivo a mobilização da população em torno de questões relativas à segurança e paz no trânsito.


Durante a programação ainda estão previstas palestras, rodadas de negócios, reuniões e oficinas e cursos oferecidos pelo Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

A Autop 2008 ainda contará com a presença do Banco do Nordeste, do BNDES e do Sebrae, que estarão oferecendo orientação aos participantes interessados. Nos dias atuais, no segmento de peças, o presidente avalia que este setor é bom e não tem nada a reclamar. “Porém é um setor muito concorrido, onde as margens de lucro têm se achatado muito e isso tem criado muitas dificuldades para algumas empresas”.

Ranieri avisa que a Feira será gratuita, porém, a entrada será através de convites. Segundo Ranieri, eles poderam ser adquiridos via Internet pelo site
www.autopceara.com.br, “onde qualquer pessoa pode fazer o credenciamento”, finaliza o dirigente.

Mais informações: Autop 2008, dia 23, 24, 25 e 26 de abril, no Centro de Convenções Edson Queiroz.
www.autopceara.com.br
DN

Nenhum comentário:

quarta-feira, 26 de março de 2008 às 4:29:00 PM |  

Falta menos de um mês para a Autop 2008. Antecipamos tudo o que acontecerá no evento deste ano.

Nunca se vendeu tanto carro no País. A produção de veículos novos chegou a quase três milhões, em 2007, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). De carona, o segmento de autopeças também alavancou e comemora os números positivos.

Essa realidade poderá ser comprovada na maior feira de negócios do Norte e Nordeste, no segmento de autopeças e serviços, e a segunda maior do Brasil, a Autop 2008, na sua 13ª edição.

Nesta edição, de acordo com o presidente do Sincopeças/Assopeças, Ranieri Leitão, há oito anos no cargo, o principal objetivo será a realização de negócios e a promoção de uma melhor qualificação profissional através de cursos e palestras. “Vai ser a Feira do relacionamento, da qualificação, da tecnologia e de negócios”.

Em se tratando de números, a Autop terá cerca de 200 empresas, 172 estandes, 360 marcas expositoras, tais como as baterias Heliar, Bosch, Durametal, entre outras, nos quatros dias de evento.

Ranieri declara que a expectativa de negócios para este ano deverá girar em torno de R$ 15 milhões, R$ 4 milhões a mais que a anterior, em 2006. Ranieri salienta que a Autop representa uma série de oportunidades para o setor e que este ano irão priorizar uma interação maior entre expositores e visitantes.

A expectativa de público no geral, entre visitantes e expositores, segundo a organização, será de 45 mil pessoas, que deverão passar pelo Centro de Convenções Edson Queiroz. “Um ponto novo é que não será vendida bebida alcóolica na Feira”, garante o dirigente.

O público alvo será formado por empresários do setor de autopeças e veículos, proprietários e mecânicos de oficinas e estudantes das áreas de engenharia mecânica e elétrica. “O público poderá ver as últimas novidades do setor de autopeças, mecânica automotiva, refrigeração, ou seja, todo esse universo que gira em torno do automóvel”, frisa.

Segundo ele, pela sua experiência, ao visitar a Autop, as pessoas procuram mais as novidades do mercado e a procura pela qualificação. “A velocidade da tecnologia dos automóveis está sendo tão grande que o profissional da mecânica não está tendo condições de acompanhar. Essa é uma oportunidade para eles verem e tirarem dúvidas sobre o que há de mais novo”, pondera.

Para esta edição, ele avisa que prepararam um novo formato, como uma programação que mistura cultura, lazer e uma ação que visa a responsabilidade social.

Dentre elas, no último dia, 27 de abril, destaca-se a “Caminhada Autop Pela Paz no Trânsito”, que acontecerá na Avenida Beira Mar, pela manhã. Na noite anterior, dia 26, será ofertado um show de forró para todos com o nome de batismo “Forró Top”.

Haverá também “Pit Stop”, que oferecerá manutenção gratuita para os veículos. A iniciativa tem como objetivo a mobilização da população em torno de questões relativas à segurança e paz no trânsito.


Durante a programação ainda estão previstas palestras, rodadas de negócios, reuniões e oficinas e cursos oferecidos pelo Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

A Autop 2008 ainda contará com a presença do Banco do Nordeste, do BNDES e do Sebrae, que estarão oferecendo orientação aos participantes interessados. Nos dias atuais, no segmento de peças, o presidente avalia que este setor é bom e não tem nada a reclamar. “Porém é um setor muito concorrido, onde as margens de lucro têm se achatado muito e isso tem criado muitas dificuldades para algumas empresas”.

Ranieri avisa que a Feira será gratuita, porém, a entrada será através de convites. Segundo Ranieri, eles poderam ser adquiridos via Internet pelo site
www.autopceara.com.br, “onde qualquer pessoa pode fazer o credenciamento”, finaliza o dirigente.

Mais informações: Autop 2008, dia 23, 24, 25 e 26 de abril, no Centro de Convenções Edson Queiroz.
www.autopceara.com.br
DN
Postado por Fred Guilhon Marcadores: , , ,

0 comentários: