terça-feira, 27 de novembro de 2007

Alemanha terá o 1º canal funerário do mundo


No início de 2008, vai estrear na Alemanha o primeiro canal funerário do mundo, o "Etos TV", que prestará homenagem aos entes queridos já falecidos daqueles que estiverem dispostos a pagar por um obituário televisionado.

Por 2 mil euros, parentes e amigos poderão homenagear os falecidos por meio de um "tele-obituário" de cerca de dois minutos de duração, que será reprisado pelo canal cerca de dez vezes ao longo do dia.

Um pôr-do-sol, crianças jogando no parque, uma montanha nevada ou um lindo céu azul são algumas das imagens que os clientes podem incorporar ao obituário de seus amigos, companheiros, pais, filhos, primos ou tios, acompanhadas de fotografias do falecido e da família.

A rede também oferece a seus clientes uma ampla gama de temas musicais e reflexões acerca da paz do além, com várias opções de vozes para narrar.

O criador do projeto, Wolf Tilmann Schneider, justifica a iniciativa pela necessidade das televisões de diversificar seu produto, e considera que "o mercado funerário vai explodir".

"A cada ano, 800 mil pessoas morrem na Alemanha. Se levarmos em conta que cada um tem quatro parentes, amigos e companheiros de trabalho íntimos, cerca de 3,2 milhões de alemães têm que lidar com a morte a cada ano", assinalou Schneider.

A programação da "Etos TV", que montou seus estúdios nos arredores de Berlim, será complementada com reportagens sobre cemitérios que, segundo Schneider, representam para muitas pessoas verdadeiros "oásis de tranqüilidade e reflexão".

Nenhum comentário:

terça-feira, 27 de novembro de 2007 às 10:51:00 AM |  

No início de 2008, vai estrear na Alemanha o primeiro canal funerário do mundo, o "Etos TV", que prestará homenagem aos entes queridos já falecidos daqueles que estiverem dispostos a pagar por um obituário televisionado.

Por 2 mil euros, parentes e amigos poderão homenagear os falecidos por meio de um "tele-obituário" de cerca de dois minutos de duração, que será reprisado pelo canal cerca de dez vezes ao longo do dia.

Um pôr-do-sol, crianças jogando no parque, uma montanha nevada ou um lindo céu azul são algumas das imagens que os clientes podem incorporar ao obituário de seus amigos, companheiros, pais, filhos, primos ou tios, acompanhadas de fotografias do falecido e da família.

A rede também oferece a seus clientes uma ampla gama de temas musicais e reflexões acerca da paz do além, com várias opções de vozes para narrar.

O criador do projeto, Wolf Tilmann Schneider, justifica a iniciativa pela necessidade das televisões de diversificar seu produto, e considera que "o mercado funerário vai explodir".

"A cada ano, 800 mil pessoas morrem na Alemanha. Se levarmos em conta que cada um tem quatro parentes, amigos e companheiros de trabalho íntimos, cerca de 3,2 milhões de alemães têm que lidar com a morte a cada ano", assinalou Schneider.

A programação da "Etos TV", que montou seus estúdios nos arredores de Berlim, será complementada com reportagens sobre cemitérios que, segundo Schneider, representam para muitas pessoas verdadeiros "oásis de tranqüilidade e reflexão".
Postado por Fred Guilhon Marcadores:

0 comentários: