quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Litro da gasolina recua para R$ 2,369 em Fortal


O preço da gasolina comum volta a recuar em Fortaleza, após alguns meses estabilizado no pico. Ontem, o litro do combustível podia ser encontrado em alguns postos próximos ao Makro, na BR- 116, por R$ 2,369, o litro, R$ 0,261, ou 10% a menos do que os R$ 2,63, cobrados, em média, ao consumidor final, no Estado.

Esse é o menor preço do produto aplicado na bomba, desde julho último, quando o litro da gasolina chegou a ser comercializado por até por R$ 2,27, em um estabelecimento na Avenida Barão de Studart, no bairro Dionísio Torres. Em outros postos, na Avenida Pontes Vieira, o litro da gasolina também está sendo vendido a abaixo da média, ao preço de R$ 2,41.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Ceará (Sindipostos), José Carlos de Oliveira, esses preços não representam uma tendência. ´São promoções pontuais´, explica. Segundo ele, ´o viés do produto é de alta´, devido à elevação do preço do barril de petróleo, no mercado internacional, superior a US$ 90. Apesar da elevação do preço do óleo fóssil, a Petrobras vem dizendo que não haverá aumento no preço da gasolina, nos próximos meses.

Álcool

Ao contrário da gasolina, Oliveira avalia que o preço do álcool anidro tende a subir, puxado pela entressafra da cana de açúcar no Nordeste e no Sudeste, pela sagacidade dos usineiros e pelo crescimento do número de veículos flex em circulação no País. No Sudeste, o preço do litro do combustível vegetal já registrou alta de 8%, nos últimos dias.

Apesar dos preços elevados, Oliveira diz que o álcool será ´a vedete do ano, em termos de aumento nas vendas´. Conforme disse, o volume de vendas do combustível deve crescer cerca de 25%, este ano, sobre 2006, enquanto que a gasolina vai registrar incremento da ordem de 4%, até dezembro. De acordo com ele, o incremento médio nas vendas de combustíveis nos postos do Ceará será de 6% a 7%, em 2007.

Nenhum comentário:


O preço da gasolina comum volta a recuar em Fortaleza, após alguns meses estabilizado no pico. Ontem, o litro do combustível podia ser encontrado em alguns postos próximos ao Makro, na BR- 116, por R$ 2,369, o litro, R$ 0,261, ou 10% a menos do que os R$ 2,63, cobrados, em média, ao consumidor final, no Estado.

Esse é o menor preço do produto aplicado na bomba, desde julho último, quando o litro da gasolina chegou a ser comercializado por até por R$ 2,27, em um estabelecimento na Avenida Barão de Studart, no bairro Dionísio Torres. Em outros postos, na Avenida Pontes Vieira, o litro da gasolina também está sendo vendido a abaixo da média, ao preço de R$ 2,41.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Ceará (Sindipostos), José Carlos de Oliveira, esses preços não representam uma tendência. ´São promoções pontuais´, explica. Segundo ele, ´o viés do produto é de alta´, devido à elevação do preço do barril de petróleo, no mercado internacional, superior a US$ 90. Apesar da elevação do preço do óleo fóssil, a Petrobras vem dizendo que não haverá aumento no preço da gasolina, nos próximos meses.

Álcool

Ao contrário da gasolina, Oliveira avalia que o preço do álcool anidro tende a subir, puxado pela entressafra da cana de açúcar no Nordeste e no Sudeste, pela sagacidade dos usineiros e pelo crescimento do número de veículos flex em circulação no País. No Sudeste, o preço do litro do combustível vegetal já registrou alta de 8%, nos últimos dias.

Apesar dos preços elevados, Oliveira diz que o álcool será ´a vedete do ano, em termos de aumento nas vendas´. Conforme disse, o volume de vendas do combustível deve crescer cerca de 25%, este ano, sobre 2006, enquanto que a gasolina vai registrar incremento da ordem de 4%, até dezembro. De acordo com ele, o incremento médio nas vendas de combustíveis nos postos do Ceará será de 6% a 7%, em 2007.
Postado por Fred Guilhon Marcadores:

0 comentários: