segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Motorista que atropelou cinco pessoas dirigia em zigue-zague, diz testemunha


O motorista Luiz Fernando Machado da Silva Junior, 27 anos, vai responder por um homicídio doloso e por quatro tentativas de homicídio. Ele foi preso após atropelar cinco pessoas que voltavam de uma festa no inicio da madrugada desta segunda-feira (19), no Méier, subúrbio do Rio. As informações são da 25ª DP (Engenho Novo).

A jovem Juliana Batista Moreira, de 20 anos, morreu no local. Ela será enterrada no Cemitério de Inhaúma na tarde desta segunda.

Quatro pessoas foram levadas para o Hospital Salgado Filho, no Méier. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria municipal de Saúde, duas vítimas internadas, Vinícius Constantino e Vinícius Gomes Ferreira, estão sendo operadas no centro cirúrgico do hospital. Outra vítima, Bárbara Boechat, passa por exames. O quarto ferido, Igor Jorge Miranda, já teve alta.

Dirigindo em zigue-zague

Amigos das cinco vítimas que também voltavam pela Rua Aristides Caire, no Méier, disseram em depoimento à polícia que o motorista dirigia seu Toyota Corolla em zigue-zague.

Ainda segundo os depoimentos, a partir de um trecho da rua, o grupo teve de seguir em fila próximo ao meio-fio, pois a calçada era ocupada por uma banca de jornal quando foram atingidos pelo carro.

“Mesmo que estivessem próximos à rua não justifica o que aconteceu”, disse a delegada Soraia Vaz, responsável pelo caso.

O motorista fugiu sem prestar socorro, mas bateu com o carro alguns metros à frente, e foi preso pela Polícia Militar. Segundo a delegada, ele estava visivelmente alcoolizado, e nem conseguia falar. Exame do Instituto Médico Legal (IML) constatou que ele estava embriagado.

Luiz Fernando Machado da Silva Junior não quis prestar depoimento, e só deve falar em juízo. O suspeito ainda vai fazer nesta segunda-feira exame de corpo de delito antes de ser encaminhado para a Polinter.

Nenhum comentário:


O motorista Luiz Fernando Machado da Silva Junior, 27 anos, vai responder por um homicídio doloso e por quatro tentativas de homicídio. Ele foi preso após atropelar cinco pessoas que voltavam de uma festa no inicio da madrugada desta segunda-feira (19), no Méier, subúrbio do Rio. As informações são da 25ª DP (Engenho Novo).

A jovem Juliana Batista Moreira, de 20 anos, morreu no local. Ela será enterrada no Cemitério de Inhaúma na tarde desta segunda.

Quatro pessoas foram levadas para o Hospital Salgado Filho, no Méier. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria municipal de Saúde, duas vítimas internadas, Vinícius Constantino e Vinícius Gomes Ferreira, estão sendo operadas no centro cirúrgico do hospital. Outra vítima, Bárbara Boechat, passa por exames. O quarto ferido, Igor Jorge Miranda, já teve alta.

Dirigindo em zigue-zague

Amigos das cinco vítimas que também voltavam pela Rua Aristides Caire, no Méier, disseram em depoimento à polícia que o motorista dirigia seu Toyota Corolla em zigue-zague.

Ainda segundo os depoimentos, a partir de um trecho da rua, o grupo teve de seguir em fila próximo ao meio-fio, pois a calçada era ocupada por uma banca de jornal quando foram atingidos pelo carro.

“Mesmo que estivessem próximos à rua não justifica o que aconteceu”, disse a delegada Soraia Vaz, responsável pelo caso.

O motorista fugiu sem prestar socorro, mas bateu com o carro alguns metros à frente, e foi preso pela Polícia Militar. Segundo a delegada, ele estava visivelmente alcoolizado, e nem conseguia falar. Exame do Instituto Médico Legal (IML) constatou que ele estava embriagado.

Luiz Fernando Machado da Silva Junior não quis prestar depoimento, e só deve falar em juízo. O suspeito ainda vai fazer nesta segunda-feira exame de corpo de delito antes de ser encaminhado para a Polinter.
Postado por Fred Guilhon Marcadores:

0 comentários: