domingo, 9 de setembro de 2007

Beluga em Fortaleza


A famosa rede de restaurantes carioca, Beluga, chega a Fortaleza como um pedacinho do Rio de Janeiro na cidade. A Casa, dividida em cinco ambientes, traz cardápio inovador. O carro-chefe é a batata rostie ou ´batata beluga´, em 21 sabores, além do geladíssimo chope zero grau, servido em caneca importada

o passar pela Rua Ana Bilhar, os fortalezenses vão sentir, a partir de agora, a ´alma cantar´, como se estivessem ´vendo o Rio de Janeiro´...É quase como na canção ´Samba do Avião´, do mestre Tom Jobim, só que, no caso, a concretude da cidade maravilhosa está nos detalhes do estabelecimento recém-inaugurado na área. Trata-se do restaurante Beluga, o ´carioca da gema´ que optou pelo solo alencarino como território para abrir primeira franquia fora das bandas de lá.

Segundo os sócios da Casa, Marcelo Leiras, Leandro Rodrigues e Gustavo Ralha, Fortaleza foi escolhida por já possuir um grande desenvolvimento no setor gastronômico. Além de um público bastante receptivo.

Na verdade, a opção pela cidade começou, há cerca de sete meses, quando Marcelo veio à cidade de férias. Dotado de tino comercial apurado, viu logo a chance para apostar em um negócio. ´Nessa época, freqüentei muitos barzinhos, observei o movimento na noite e o público´, explica.

Prodígios

Do projeto até a inauguração do Beluga de Fortaleza, na última terça-feira, dia 4, foi um pulo. O que não é de se estranhar , vindo desses ousados garotos - empresários. Isso mesmo. Leandro e Marcelo têm apenas 19 anos. Gustavo, o mais experiente, tem 32 anos.

Quando indagados sobre o segredo para o sucesso da franquia, falam do amor pela profissão. ´Levamos a sério nosso trabalho. Somos novos, temos ainda muito o que aprender, mas o que não nos falta é garra´, garante Leandro.

O restaurante possui cardápio variado, desde pizzas e massas a carnes e peixes, mas, sem dúvida nenhuma, a principal atração é a batata rostie, a qual nomearam de ´batata beluga´, uma espécie de batata ao forno, com 21 opções de recheios. Dentre eles, opções exclusivas para a filial de Fortaleza: caranguejo, camarão e lagosta.

Batata com chope

Acompanhando o prato, tem o ´chope zero grau´, sucesso no Rio. A bebida, novidade na ´terrinha´, tem tudo pra cair no gosto do público, já que é servida em caneca especial, onde a temperatura é sempre conservada.

Outras bebidas também têm seu espaço, como o bom e velho whisky, uma das preferências locais. Ao longo de um dos salões internos do restaurante, existe uma vitrine espelhada repleta de rótulos da bebida.

Clima de aconchego e intimismo foram propostos pelo arquiteto Paulo Fernandes na concepção do Beluga cearense. A cada passo, um detalhe a ser assimilado. Ora é o calçadão de Copacabana que virou muro, ora são os arcos da Lapa com direito a bondinho ou o pôster com imagens remetendo a um aquário, na escadaria. E a Beluga branca, em destaque? Para os não-informados, ´beluga´ é o nome de um esturjão (espécie de peixe), popularmente chamado de baleia branca. Nativo dos mares Negro e Cáspio, é dele de cuja ova se faz o caviar. Uma bela e deliciosa homenagem...

Mais informações: Restaurante Beluga - Rua Ana Bilhar, 1376, Varjota - Aberto todos os dias, das 11h30 até o último cliente. Os preços das porções de batata Beluga (para duas pessoas) variam de R$ 22,80 a R$ 52,40. Chope Zero Grau (caneca de 450 ml): R$ 4,30. (85) 3267.6211.
dn

Nenhum comentário:

domingo, 9 de setembro de 2007 às 12:36:00 PM |  

A famosa rede de restaurantes carioca, Beluga, chega a Fortaleza como um pedacinho do Rio de Janeiro na cidade. A Casa, dividida em cinco ambientes, traz cardápio inovador. O carro-chefe é a batata rostie ou ´batata beluga´, em 21 sabores, além do geladíssimo chope zero grau, servido em caneca importada

o passar pela Rua Ana Bilhar, os fortalezenses vão sentir, a partir de agora, a ´alma cantar´, como se estivessem ´vendo o Rio de Janeiro´...É quase como na canção ´Samba do Avião´, do mestre Tom Jobim, só que, no caso, a concretude da cidade maravilhosa está nos detalhes do estabelecimento recém-inaugurado na área. Trata-se do restaurante Beluga, o ´carioca da gema´ que optou pelo solo alencarino como território para abrir primeira franquia fora das bandas de lá.

Segundo os sócios da Casa, Marcelo Leiras, Leandro Rodrigues e Gustavo Ralha, Fortaleza foi escolhida por já possuir um grande desenvolvimento no setor gastronômico. Além de um público bastante receptivo.

Na verdade, a opção pela cidade começou, há cerca de sete meses, quando Marcelo veio à cidade de férias. Dotado de tino comercial apurado, viu logo a chance para apostar em um negócio. ´Nessa época, freqüentei muitos barzinhos, observei o movimento na noite e o público´, explica.

Prodígios

Do projeto até a inauguração do Beluga de Fortaleza, na última terça-feira, dia 4, foi um pulo. O que não é de se estranhar , vindo desses ousados garotos - empresários. Isso mesmo. Leandro e Marcelo têm apenas 19 anos. Gustavo, o mais experiente, tem 32 anos.

Quando indagados sobre o segredo para o sucesso da franquia, falam do amor pela profissão. ´Levamos a sério nosso trabalho. Somos novos, temos ainda muito o que aprender, mas o que não nos falta é garra´, garante Leandro.

O restaurante possui cardápio variado, desde pizzas e massas a carnes e peixes, mas, sem dúvida nenhuma, a principal atração é a batata rostie, a qual nomearam de ´batata beluga´, uma espécie de batata ao forno, com 21 opções de recheios. Dentre eles, opções exclusivas para a filial de Fortaleza: caranguejo, camarão e lagosta.

Batata com chope

Acompanhando o prato, tem o ´chope zero grau´, sucesso no Rio. A bebida, novidade na ´terrinha´, tem tudo pra cair no gosto do público, já que é servida em caneca especial, onde a temperatura é sempre conservada.

Outras bebidas também têm seu espaço, como o bom e velho whisky, uma das preferências locais. Ao longo de um dos salões internos do restaurante, existe uma vitrine espelhada repleta de rótulos da bebida.

Clima de aconchego e intimismo foram propostos pelo arquiteto Paulo Fernandes na concepção do Beluga cearense. A cada passo, um detalhe a ser assimilado. Ora é o calçadão de Copacabana que virou muro, ora são os arcos da Lapa com direito a bondinho ou o pôster com imagens remetendo a um aquário, na escadaria. E a Beluga branca, em destaque? Para os não-informados, ´beluga´ é o nome de um esturjão (espécie de peixe), popularmente chamado de baleia branca. Nativo dos mares Negro e Cáspio, é dele de cuja ova se faz o caviar. Uma bela e deliciosa homenagem...

Mais informações: Restaurante Beluga - Rua Ana Bilhar, 1376, Varjota - Aberto todos os dias, das 11h30 até o último cliente. Os preços das porções de batata Beluga (para duas pessoas) variam de R$ 22,80 a R$ 52,40. Chope Zero Grau (caneca de 450 ml): R$ 4,30. (85) 3267.6211.
dn
Postado por Fred Guilhon Marcadores: ,

0 comentários: