sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Guaramiranga. Clima aconchegante na serra




Guaramiranga apresenta uma temperatura agradável, verde exuberante, mirantes naturais, flores multicoloridas, cachoeiras e quedas d’água. Localizada no Maciço de Baturité, a 100 quilômetros de Fortaleza e numa altitude média de 700 metros, a cidade encanta nativos e visitantes, com seu clima de eterno aconchego.




O cenário oferece rios, trilhas e cachoeiras, um verdadeiro paraíso para os amantes dos esportes de aventura, como montain bike, off road, trekking, rapel e outros. Um dos principais atrativos é o Pico Alto, localizado no distrito de Pernambuquinho. Com 1.115 metros de altitude, é um dos pontos mais elevados do Ceará. Do Pico Alto, a visão do sertão é espetacular, num plano mais baixo, em meio ao verde da vegetação das serras. Também pode ser observada uma parte do rio Pacoti, que nasce em Guaramiranga, a seis quilômetros da sede.





Entre os atrativos culturais da cidade destaca-se o Teatro Rachel de Queiroz, palco das principais peças do Festival Nordestino de Teatro. Outros atrativos culturais importantes são as igrejas de Nossa Senhora de Lourdes e de Nossa Senhora da Conceição e o Convento dos Capuchinos, que hoje funciona como agradável pousada.





Se o desejo é por tranqüilidade, Guaramiranga é a melhor pedida para descansar, sem abrir mão do prazer de comer e beber bem em restaurantes, bares, hotéis e pousadas. O cardápio é farto e inclui fondues, vinhos, chocolate quente e outras pedidas em sintonia com o clima serrano.





A oferta hoteleira da cidade conta com 18 unidades, entre hotéis e pousadas, oferecendo cerca de 900 leitos. Este número sobe para aproximadamente três mil, ao se levar em conta as casas de moradores alugadas por temporada, principalmente no período dos festivais.





A partir de Fortaleza, o acesso para Guaramiranga é pela CE-060, que apresenta bom estado de conservação. Chegando lá, o turista escolhe o melhor programa. Uma ótima opção é passear pelas ruas da cidade, sentindo o clima bucólico da região do Maciço de Baturité ou atiçar o espírito aventureiro no Parque das Trilhas, que fica ao lado do Hotel Senac Guaramiranga, administrado pelo Senac/CE.





Palco de festivais





Guaramiranga tem conquistado a preferência do público, principalmente durante a realização de eventos culturais, como o Festival de Jazz & Blues, que acontece no período do Carnaval, o Festival Nordestino de Teatro, no mês de setembro (o Festival de Teatro teve início no último dia 14 e termina amanhã) e o Festival do Vinho, que este ano será realizado de 15 a 18 de novembro. No entanto, ao longo de todo o ano, o município está preparado para receber visitantes, que buscam a cidade nos fins de semana e nos feriados.





Em Guaramiranga, o turista escolhe o melhor programa. Boas opções para o dia são pescar no pesque-pague e comer peixe assado no restaurante do próprio local. À noite, vale o passeio pela cidade. Depois é hora de saborear a gastronomia local, como os deliciosos fondues acompanhados de vinhos de boa qualidade.





Engenheiro projeta teleférico no Pico Alto





O engenheiro mecânico Régis Holanda de Queiroz, natural de Guaramiranga, tem um sonho compatível com a altura do Pico Alto. Régis idealizou a construção de um teleférico para atrair turistas e mostrar as belezas do município por um ângulo mais abrangente.




´A cidade de Guaramiranga merece e pode ser apreciada por um número maior de turistas nacionais e estrangeiros, através da construção de um teleférico de cadeiras´, diz Régis Holanda, ao mesmo tempo em que garante a preservação da fauna e flora como ponto forte do projeto.





A proposta de Régis com a construção do teleférico é ´mostrar do alto, sem tocar em nada, a realidade preservada da mata local, com visões esporádicas de animais terrestres e aves pelo usuário do teleférico, despertando a consciência ecológica da população das cidades do Maciço de Baturité´.





Régis informa que ´o governo do Estado, a Prefeitura de Guaramiranga e a Semace já têm conhecimento deste projeto e todos são conscientes e estão fazendo um bom trabalho da preservação do meio ambiente da região´. Outra informação do interessado, baseada em observação, é que o Pico Alto é visitado por aproximadamente 500 pessoas nos fins de semana, ´e sem nenhum equipamento turístico, somente pelas belezas naturais´.





O Pico Alto, que fica a 1.115 metros acima do nível do mar, reconhecido como a segunda montanha mais alta do Estado, é apontado pelo engenheiro como o local ideal para instalação da obra. Segundo ele, já existe uma trilha formada, não sendo necessário derrubar nenhuma árvore para a construção do teleférico, que, dependendo da extensão e do modelo, deve custar em torno de R$ 2.980.000,00.





Empolgado com sua iniciativa, Régis Holanda considera que o primeiro passo já foi dado, com a desapropriação, pelo governo do Estado, de um terreno de 70 hectares, em novembro de 2006. Com orçamento e DVD com fotos enviados ao governador Cid Gomes, à Secretaria do Turismo (Setur) e à Semace, ele afirma que o projeto é auto-sustentável, com um lucro anual direto de R$ 159.600,00.




















4 comentários:

Anônimo disse...

Mto úteis as informações
Valeu!

Anônimo disse...

É REALMENTE A SUIÇA CEARENSE...LINDA!!!!!!

Anônimo disse...

Realmente é muito bonita esta cidade. Lembra muito as cidades serranas de Minas ou Rio de Janeiro. E mais interessante ainda é o clima de eterna primavera.

Marcelio Farias disse...

EI GUILHON

MUITO BOA A IDÉIA DO BONDINHO PARA GUARAMIRANGA ... TU SABE O E-MAIL DO REGIS HOLANDA PODE ME FORNECER...

MARCELIO - fmarceliofarias@gmail.com

http://guaramirangahistriapoltica.blogspot.com/

sexta-feira, 21 de setembro de 2007 às 8:02:00 AM |  



Guaramiranga apresenta uma temperatura agradável, verde exuberante, mirantes naturais, flores multicoloridas, cachoeiras e quedas d’água. Localizada no Maciço de Baturité, a 100 quilômetros de Fortaleza e numa altitude média de 700 metros, a cidade encanta nativos e visitantes, com seu clima de eterno aconchego.




O cenário oferece rios, trilhas e cachoeiras, um verdadeiro paraíso para os amantes dos esportes de aventura, como montain bike, off road, trekking, rapel e outros. Um dos principais atrativos é o Pico Alto, localizado no distrito de Pernambuquinho. Com 1.115 metros de altitude, é um dos pontos mais elevados do Ceará. Do Pico Alto, a visão do sertão é espetacular, num plano mais baixo, em meio ao verde da vegetação das serras. Também pode ser observada uma parte do rio Pacoti, que nasce em Guaramiranga, a seis quilômetros da sede.





Entre os atrativos culturais da cidade destaca-se o Teatro Rachel de Queiroz, palco das principais peças do Festival Nordestino de Teatro. Outros atrativos culturais importantes são as igrejas de Nossa Senhora de Lourdes e de Nossa Senhora da Conceição e o Convento dos Capuchinos, que hoje funciona como agradável pousada.





Se o desejo é por tranqüilidade, Guaramiranga é a melhor pedida para descansar, sem abrir mão do prazer de comer e beber bem em restaurantes, bares, hotéis e pousadas. O cardápio é farto e inclui fondues, vinhos, chocolate quente e outras pedidas em sintonia com o clima serrano.





A oferta hoteleira da cidade conta com 18 unidades, entre hotéis e pousadas, oferecendo cerca de 900 leitos. Este número sobe para aproximadamente três mil, ao se levar em conta as casas de moradores alugadas por temporada, principalmente no período dos festivais.





A partir de Fortaleza, o acesso para Guaramiranga é pela CE-060, que apresenta bom estado de conservação. Chegando lá, o turista escolhe o melhor programa. Uma ótima opção é passear pelas ruas da cidade, sentindo o clima bucólico da região do Maciço de Baturité ou atiçar o espírito aventureiro no Parque das Trilhas, que fica ao lado do Hotel Senac Guaramiranga, administrado pelo Senac/CE.





Palco de festivais





Guaramiranga tem conquistado a preferência do público, principalmente durante a realização de eventos culturais, como o Festival de Jazz & Blues, que acontece no período do Carnaval, o Festival Nordestino de Teatro, no mês de setembro (o Festival de Teatro teve início no último dia 14 e termina amanhã) e o Festival do Vinho, que este ano será realizado de 15 a 18 de novembro. No entanto, ao longo de todo o ano, o município está preparado para receber visitantes, que buscam a cidade nos fins de semana e nos feriados.





Em Guaramiranga, o turista escolhe o melhor programa. Boas opções para o dia são pescar no pesque-pague e comer peixe assado no restaurante do próprio local. À noite, vale o passeio pela cidade. Depois é hora de saborear a gastronomia local, como os deliciosos fondues acompanhados de vinhos de boa qualidade.





Engenheiro projeta teleférico no Pico Alto





O engenheiro mecânico Régis Holanda de Queiroz, natural de Guaramiranga, tem um sonho compatível com a altura do Pico Alto. Régis idealizou a construção de um teleférico para atrair turistas e mostrar as belezas do município por um ângulo mais abrangente.




´A cidade de Guaramiranga merece e pode ser apreciada por um número maior de turistas nacionais e estrangeiros, através da construção de um teleférico de cadeiras´, diz Régis Holanda, ao mesmo tempo em que garante a preservação da fauna e flora como ponto forte do projeto.





A proposta de Régis com a construção do teleférico é ´mostrar do alto, sem tocar em nada, a realidade preservada da mata local, com visões esporádicas de animais terrestres e aves pelo usuário do teleférico, despertando a consciência ecológica da população das cidades do Maciço de Baturité´.





Régis informa que ´o governo do Estado, a Prefeitura de Guaramiranga e a Semace já têm conhecimento deste projeto e todos são conscientes e estão fazendo um bom trabalho da preservação do meio ambiente da região´. Outra informação do interessado, baseada em observação, é que o Pico Alto é visitado por aproximadamente 500 pessoas nos fins de semana, ´e sem nenhum equipamento turístico, somente pelas belezas naturais´.





O Pico Alto, que fica a 1.115 metros acima do nível do mar, reconhecido como a segunda montanha mais alta do Estado, é apontado pelo engenheiro como o local ideal para instalação da obra. Segundo ele, já existe uma trilha formada, não sendo necessário derrubar nenhuma árvore para a construção do teleférico, que, dependendo da extensão e do modelo, deve custar em torno de R$ 2.980.000,00.





Empolgado com sua iniciativa, Régis Holanda considera que o primeiro passo já foi dado, com a desapropriação, pelo governo do Estado, de um terreno de 70 hectares, em novembro de 2006. Com orçamento e DVD com fotos enviados ao governador Cid Gomes, à Secretaria do Turismo (Setur) e à Semace, ele afirma que o projeto é auto-sustentável, com um lucro anual direto de R$ 159.600,00.




















Postado por Fred Guilhon Marcadores:

4 comentários:

Anônimo disse...

Mto úteis as informações
Valeu!

6 de janeiro de 2009 12:46  
Anônimo disse...

É REALMENTE A SUIÇA CEARENSE...LINDA!!!!!!

7 de setembro de 2009 16:52  
Anônimo disse...

Realmente é muito bonita esta cidade. Lembra muito as cidades serranas de Minas ou Rio de Janeiro. E mais interessante ainda é o clima de eterna primavera.

13 de outubro de 2009 20:10  
Marcelio Farias disse...

EI GUILHON

MUITO BOA A IDÉIA DO BONDINHO PARA GUARAMIRANGA ... TU SABE O E-MAIL DO REGIS HOLANDA PODE ME FORNECER...

MARCELIO - fmarceliofarias@gmail.com

http://guaramirangahistriapoltica.blogspot.com/

30 de março de 2011 20:41